Grupo de Estudos Contemporâneos e Educação Matemática
  • Era uma vez um mundo que não era nem imaginário, nem real… Era mais que real.

    Publicado em 16/09/2018 às 11:39

    Era uma vez um mundo que não era nem imaginário, nem real… Era mais que real.

    Um mundo feito à mão com cola, tesoura, recortes de revista e caixas de ovo. Inventado por crianças em um movimento surreal de pesquisa-experiência, guiada pela ebriez da obra de Salvador Dalí e por palavras de outros artistas (e) surrealistas.

    Continue a leitura » »


  • Elogio na Escola, com Jorge Larrosa e Jan Masschelein

    Publicado em 10/09/2018 às 22:04

     

    Teremos transmissão ao vivo no facebook. Clique aqui para ser direcionada à página do evento.


  • Expressão reta não sonha. Não use o traço acostumado*

    Publicado em 21/08/2018 às 14:30

    Aula de matemática. Crianças. Classes de 5º anos dos anos iniciais do Colégio de Aplicação da UFSC. Professora (eu) & colegas pesquisadoras/es do Grupo de Estudos Contemporâneos em Educação Matemática (GECEM). Agitação. Curiosidade. Espontaneidade. Perguntas e suposições:

    Continue a leitura » »


  • Há um menino… Há um moleque… Morando sempre no meu coração… Toda vez que o adulto balança… Ele vem pra me dar a mão… (Bola de meia, bola de gude – Milton Nascimento)

    Publicado em 14/08/2018 às 09:06

    Em meio as tagarelices da vida, ecoa uma notícia. E o que ela diz? De inquietude e formação de professores: é sobre isso, especificamente, que uma notícia se espalha, produzindo ruídos e silêncios, provocando pensamentos ao se dispor atravessar o território da educação matemática. Nos atravessamentos enviesados que ressoam por entre a notícia, experiências, vivências, memórias, forças e quereres envolvem e movimentam uma professora, misturam-se as múltiplas vozes e importunam pensamentos.

    Continue a leitura » »


  • II Seminário Internacional Elogio da Escola: sobre o ofício de professor

    Publicado em 08/08/2018 às 11:49

     

    Inscrições e Informações aqui!


  • Pegadas…

    Publicado em 08/08/2018 às 10:34

    Notas de uma devir-pesquisadora

    Pesquisar talvez seja mesmo ir pelo meio da estrada, pelo meio do prédio, pelo meio da floresta, pelo meio do mangue, pelo meio da mata, sem carro, sem escada, sem picadas, sem calçados, sem trilho. Arriscar-se! Perder-se! Experimentar-se!

    Continue a leitura » »


  • Pensagens em um projeto

    Publicado em 24/07/2018 às 09:36

    Há um projeto de tese que pede passagem. Um projeto que se faz, desfaz, se refaz. Que é corpo de uma pesquisadora, de uma professora, de uma estudante, de uma umas. Organiza-se como um projeto-tatear, uma produção com um pensamento atravessado na multiplicidade de e e e …, que experimenta expor seus conceitos e teorizações da forma menos claustrofóbica possível dos pensares.

    Continue a leitura » »


  • Banalidades…

    Publicado em 18/07/2018 às 11:26

    Em bom Manoelês já é sabido que o melhor de nós são eles: os outros. Foi daí, na alteridade, no estranhamento do outro, do desconhecido, que uma disciplina de pós-graduação inaugurou presença presente e vibrante nos meses que dizem ser a primeira metade desse ano.

    Continue a leitura » »


  • Do encontro de palavras se tece uma tese

    Publicado em 02/07/2018 às 19:20

    Inicio essa escrita com as palavras de José Saramago para colocar em linhas o que aflige uma doutoranda; o encontro ou des-encontro com palavras. Desse modo, portanto, esta escrita traduz-se como uma tentativa inicial de dar vida a uma tese. Uma tentativa de materializar um pensamento. De captar fragmentos.

    Continue a leitura » »


  • Na dança de “remembranças”: um convite

    Publicado em 07/06/2018 às 16:37

    Há algum tempo atrás ouvi uma história1 – ou a li, nem me lembro mais ao certo – sobre as peripécias de um homem baixo e rechonchudo, Sancho Pança. Por que não começar com ela? Remembranças se atiçam e lembranças dançam nesta escrita.

    Continue a leitura » »